Brincar

                                                 Escola de educação Básica Heleodoro Borges - Projeto Brincar

Os brinquedos de hoje não exigem tanto o imaginário das crianças. 

Elas se fecham em seu mundo eletrônico e se acomodam para brincar, pois, os brinquedos não exigem deles maiores esforços, criatividade e gosto pelo brincar. Exigem por outro lado competição, o que está interferindo no comportamento da maioria das crianças. Elas estão se tornando agitadas, agressivas e competidoras.

Brincar é uma das atividades fundamentais para o desenvolvimento da identidade e da autonomia. O fato da criança, desde muito cedo, poder se comunicar por meio de gestos, sons, e mais tarde representar determinado papel na brincadeira faz com que ela desenvolva sua imaginação. Nas brincadeiras, as crianças podem desenvolver algumas capacidades importantes, tais como a atenção e a imaginação. Amadurecem algumas capacidades de socialização, por meio da interação, da utilização e experimentação de regras e papeis sociais.

Ao brincar de faz-de-conta, as crianças buscam imitar, imaginar, representar e comunicar de uma forma específica que uma coisa pode ser outra, que uma pessoa pode ser uma personagem, que uma criança pode ser um objeto ou um animal, que um lugar pode ser outro. 

Brincar, é assim, um espaço no qual se pode observar a coordenação das experiências prévias das crianças e aquilo que os objetos manipulados sugerem ou provocam no momento presente. Brincar constitui-se, desta forma, em uma atividade interna das crianças, baseada no desenvolvimento da imaginação e na interpretação da realidade, sem ser ilusão ou mentira.

A brincadeira faz com que a criança construa sua realidade, e perceba a possibilidade de mudança na sociedade, na qual ela faz parte. Existe uma compreensão do mundo e das atitudes humanas.

O brinquedo, visto como objeto, suporte da brincadeira, permite a criança criar, imaginar e representar a realidade e as experiências por ela adquiridas.

Segundo Kishimoto, citado por Santos (1999, p. 24) “...um dos objetivos do brinquedo é dar a criança um substituto dos objetos reais, para que possa manipula-las”. 

Desta forma, o brinquedo é visto como representação das experiências, da realidade de que a criança faz parte. Uma das características principais do brinquedo. 

Além disso, o brinquedo é visto como um fruto da imaginação. E através dele que acriança pode tornar o mundo imaginário que ele criou.

Vygotsky (1989) afirma que: “é enorme a influencia do brinquedo no desenvolvimento de uma criança...é no brinquedo que a criança aprende a agir numa esfera”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fico muito grata pelo seu comentário e sua ajuda para que este blog melhore cada vez mais!
Beijos de luz
mirna