Massagem nos bebês 8

                                                                                                                   Frederick  Leboyer

As costas

Segundo tempo: 

Ao longo das costas - Suas mãos trabalharam simultaneamente, ainda que uma após a outra. Agora, apenas a sua mão esquerda vai trabalhar. Bem espalmada, a mão esquerda vai,simplesmente, percorrer as costas do bebê descendo da nuca até às nádegas. Abandonando então o corpo da criança para elevar-se até o ponto de partida — o alto das costas. E descer de novo. E elevar-se uma vez mais. Como a onda.

Isto não é carícia. Não se engane comisso. Nesta mão há uma grande força. E você a vê, sente-a na mão abençoada. Uma grande força. E uma lentidão extrema. E é nisso, nessa lentidão, que se mede a sua compreensão, a sua habilidade. Quanto mais lento e contínuo for o seu movimento tanto mais misteriosamente profundo será o efeito.

Quanto à sua mão direita, com firmeza ela empalma as nádegas do bebê e se opõe à pressão da mão esquerda. A mão direita e a mão esquerda trabalham em perfeita harmonia unia representando o caráter estático da energia e a outra o caráter dinâmico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fico muito grata pelo seu comentário e sua ajuda para que este blog melhore cada vez mais!
Beijos de luz
mirna