Massagem nos bebês 1

                                                                                                                  Frederick  Leboyer

A massagem dos bebês é uma arte tão antiga quanto profunda. Simples, mas difícil. Difícil por ser simples. Como tudo o que é profundo. Em toda arte há uma técnica. Que é preciso aprender e dominar. A arte só aparecerá depois. De fato, ela está ali o tempo todo. Visto que, justamente, ela está além da existência. 

Mas no momento deixemos de nos preocupar. E vamos à técnica. Que é de grande precisão.Estando a criança inteiramente despida, o importante é que a massagem seja feita em local aquecido. O bebê não deverá jamais sentir frio. No verão, a massagem será feita de preferência ao ar livre. Depois, acriança ficará despida ao sol. Faz-se a massagem com óleo previamente aquecido. É preciso rejeitar qualquer tipo de óleo mineral e usar tão-somente óleos naturais. Na Índia, no inverno, as mulheres usam óleo de mostarda e, no verão, óleo de coco. No Brasil podemos usar óleo de amêndoas ou de camomila.A criança deve estar em jejum. Quer isto dizer que a massagem não será feita depois da mamada no peito ou na mamadeira. A massagem será seguida pelo banho. Que completará a sensação de profundo relaxamento. E livrará a pele do excesso de gordura não absorvida. A massagem será feita de manhã.Ela poderá ser repetida à tarde, antes do sono. A mulher deve estar sentada no chão. Esta questão é fundamental. Sentada no chão, mas não em contato direto com o solo. Pernas esticadas, costas eretas, ombros relaxados. Massagear a criança numa mesa, estando a mulher de pé ou sentada numa cadeira, é falsear o significado profundo. E pôr de lado a afeição.

Você está sentada no chão, mas não em contato direto com o solo. Bem próximo, o óleo num pequeno recipiente. Morno, não se esqueça. Sobre suas pernas, você estendeu uma toalha. Embaixo dela é prudente pôr um impermeável. O relaxamento profundo proporcionado pela massagem e o bem-estar que o bebê vai sentir farão com que, muitas vezes, ele esvazie a bexiga! 

Vocês se olham. E esse contato dos olhos é de grande importância. Durante a massagem é preciso conversar com a criança. Não somente com palavras. É preferível permanecer em silêncio. O silêncio ajuda a concentração. E, de fato, você vai aprender a se comunicar de outro modo. Seja atenciosa. Só pense naquilo que você está fazendo. Esteja "ali!" Fale com o bebê com os olhos, com as mãos. Com o seu ser.

Se for verão, fizer calor ou se você estiver em sua casa sentindo-se muito bem, fique à vontade. Quanto menos roupas você vestir, mais livre estará seu corpo e melhor ele irá trabalhar. E, agora, não ponha nada entre a criança e você. Coloque o pequeno corpo sobre as suas pernas.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fico muito grata pelo seu comentário e sua ajuda para que este blog melhore cada vez mais!
Beijos de luz
mirna